Reportagem veiculada no dia 21/09/2016 no Jornal da Globo aponta que desde a 7ª fase da operação Lava-Jato, que foi a primeira a efetivamente envolver as grandes construtoras, a participação de construtoras envolvidas na operação em novos contratos caiu cerca de 24%.

A reportagem pode ser vista na íntegra no GloboPlay, clicando aqui.

E, ao contrário do que se poderia imaginar, o número de contratos assinados depois desta 7ª Fase aumentou, se considerado o mesmo intervalo de tempo anterior a ela.

O sócio da Radar PPP, Guilherme Naves, concedeu entrevista à repórter Carla Modena sobre o assunto. Naves afirmou que, a partir do levantamento, é possível concluir que novas empresas devem assumir um papel mais protagonista neste mercado, sobretudo as construtoras de médio e pequeno porte, além dos investidores estrangeiros.