O DCI de 08/09/15 trouxe a seguinte manchete de capa: “Crise abre espaço a médias em Parcerias Público-Privadas “.

A machete foi inspirada em entrevista dada pelo sócio da Radar PPP, Rodrigo Reis, à repórter Fernanda Bompan, que pode ser acessada na íntegra clicando aqui.

Segundo Reis, com o advento da crise econômica e os desdobramentos da Operação Lava-Jato, a superexposição das grandes construtoras abrirá espaço para médias empresas aumentaram a sua participação no mercado de concessões e PPPs.

Nesta mesma direção, o fato de os municípios despontarem como os prováveis protagonistas do próximo ciclo de contratos a serem assinados contribui para que empresas de menor porte formem as próximas concessionárias, uma vez que haverá projetos compatíveis com suas possibilidades técnicas e financeiras.

Além de um gráfico extraído do Radar de Projetos, a reportagem  menciona que a Radar PPP monitora mais de 500 projetos em diversos estágios de maturidade.  O segmento de saneamento é o que conta com mais processos, seguido por resíduos sólidos e por iluminação pública.